Partilhando o meu juízo

Entenda o que é Benchmarking e como esta prática pode melhorar os seus resultados em 2018


Entenda o que é Benchmarking e como esta prática pode melhorar os seus resultados em 2018

Valdemar Vieira Dias

Engenheiro Informático e Técnico de Marketing e Comunicação

O termo é muito usado no seio dos profissionais desta área de conhecimento, Marketing. E hoje é crescente o número de empreendedores/empresários no mundo, de modo geral e particular em Angola, apesar das inúmeras barreiras que esta classe vem encontrando por razões não desconhecidas como por exemplo: i) falta de credores que acreditem nos projectos ou nos próprios donos, ii) empreendedores que não vendem devidamente os seus projectos, iii) empreendedores que recebem os financiamentos e depois não aplicam para o que foi preconizado, iv) políticas não muito claras e pouco funcionais sobre os programas de créditos, dentre outros aspectos.
:
  

Apesar disto, nota-se na classe muito entusiasmo para a concretização dos seus projectos/negócios e sempre na busca incessante de qualidade e crescimento. Penso que se deve avançar, ultrapassar os obstáculos da melhor maneira possível e caminhar para o sucesso.

Entretanto, surge a necessidade de se definir o caminho a seguir e consequentemente algumas questões como i) que modelo base seguir? ii) que práticas aplicar? e iii) quais os parâmetros para atingir níveis de melhorias contantes?

Daí surge o Benchmarking, uma prática que já é frequente no mercado angolano, no caso, por exemplo, dos sectores da Banca e Seguros.

Conceito de Benchmarking

É um processo que permite comparar produtos, serviços, práticas empresarias ou metodologias usadas pela concorrência. A pretensão é absorver características para elevar um nível superior operacional e/ou de gestão. O mesmo pode ser feito a partir de análise do mercado, interpretação de dados e estabelecimento de estratégias.

De um modo geral, cada empresa identifica os próprios factores de impacto na sua performance e estabelece critérios e indicadores para cada factor a partir da pesquisa de mercado realizada. Esses critérios, então, serviriam de benchmark ou referência a ser utilizada pela equipa de trabalho durante o desenvolvimento de iniciativas.

Tipos de Benchmarking

Benchmarking Interno: Visa as melhores práticas para serem adoptadas dentro da própria empresa. Ocorre por exemplo entre filiais, direcções ou departamentos.

Benchmarking Competitivo: Procura fazer uma análise detalhada das práticas dos seus concorrentes a fim de superá-los. Aqui o grande desafio é que, normalmente, as empresas, essencialmente as angolanas, não têm o hábito de divulgar os seus segredos de sucesso.

Benchmarking Funcional: Neste o foco é o processo de trabalho entre as diferentes empresas, mesmo que sejam organizações de sectores diferentes;

Benchmarking de Cooperação: Ocorre quando duas empresas formam uma parceria e compartilham os seus segredos de processos uma com a outra. Outro caso é quando uma empresa “modelo” compartilha suas informações de processos para o aprendizado de outra.

Vantagens e Desvantagens

Como vantagens temos:

  • Melhoria no conhecimento que a empresa tem de si mesma;
  • Desenvolvimento de técnicas e procedimentos para alcançar reconhecimento no mercado;
  • Motivação da equipa de trabalho;
  • Redução de custos de processos;
  • Aumento da produtividade e do lucro.

E desvantagens:

  • Cópia integral de estratégias de outra empresa. O entendimento aqui é a especificidade de cada empresa, ou seja, cada possui um fluxo de funcionamento próprio. Logo, o benchmarking deve ser pormenorizadamente estudado e adequado a cada uma;
  • Perca de identidade. Acontece quando existe um exagerado foco na concorrência pondo de lado os factores marcantes do negócio.

Implantado o Benchmarking 

  1. Faça uma análise e avalie minuciosamente os processos e práticas internas da empresa. Pratique o lema “entender o que somos para que possamos melhorar”;
  2. Identifique as grandes empresas que fazem parte do mesmo sector;
  3. Estabeleça estratégias de colecta de dados para definir como os segredos das grandes organizações podem funcionar para sua empresa;
  4. Analise o mercado para conhecer as melhores práticas das empresas concorrentes e veja o que pode ser melhorado;
  5. Elabore a projecção futura do desempenho após as melhorias estabelecidas;
  6. Implemente as acções específicas para a adaptação.

No entanto, seja a sua empresa pequena, média ou de grande porte, independentemente do segmento, inicie já o seu processo de benchmarking e tenha resultados fascinantes em 2018.

Mais Lidas