Ver Angola

Saúde

Covid-19: África com mais 1092 mortes e 24.308 infectados nas últimas 24 horas

África registou 1092 mortes associadas à covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 208.686 o total de óbitos desde o início da pandemia, e 24.308 novos contágios, de acordo com os dados oficiais mais recentes.

:

Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o total acumulado de casos de infecção no continente desde o início da pandemia é agora de 8.214.909 e o de recuperados é de 7.564.596, mais 11.910 nas últimas 24 horas.

A África Austral continua a ser a região mais afectada do continente, com 3.863.008 casos e 108.272 óbitos associados à covid-19. Nesta região, encontra-se o país mais atingido pela pandemia, a África do Sul, que contabiliza 2.892.081 casos e 86.655 mortes.

O Norte de África, que sucede à África Austral nos números da covid-19, atingiu 2.503.072 contágios pelo vírus SARS-CoV-2 e 66.980 mortes associadas à covid-19.

A África Oriental contabiliza 975.484 infecções e 20.751 mortos, e a região da África Ocidental regista 640.458 casos de infecção e 9396 mortes. A África Central é a que tem menos casos de infecção e de mortes, 232.887 e 3287 respectivamente.

A Tunísia, o segundo país africano com mais vítimas mortais a seguir à África do Sul, regista 24.676 mortes e 703.059 infectados, seguindo-se o Egipto, com 17.074 óbitos e 299.710 casos, e Marrocos, que contabiliza o segundo maior número de infecções em todo o continente, 925.507 casos, mas menos mortes do que os dois países anteriores, 14.076 óbitos associados à doença.

Entre os países mais afectados estão também a Argélia, com 5748 óbitos e 202.283 pessoas infectadas, a Etiópia, com 5291 vítimas mortais e 338.306 infecções, e o Quénia, com 5045 mortes associadas à doença e 247.675 contágios acumulados.

Em relação aos países de língua oficial portuguesa, Moçambique contabiliza 1907 mortes associadas à doença e 150.370 infectados acumulados desde o início da pandemia, seguindo-se Angola (1460 óbitos e 53.840 casos), Cabo Verde (333 mortes e 37.290 infecções), Guiné Equatorial (142 óbitos e 11.806 casos), Guiné-Bissau (133 mortos e 6.094 infectados) e São Tomé e Príncipe (47 óbitos e 3.217 infecções).