Ver Angola

Energia

Receita petrolífera cresceu cerca de 6 mil milhões de kwanzas em Julho

Em Julho, a receita petrolífera do país registou um aumento de 6,7 mil milhões de kwanzas face ao mês anterior. As receitas arrecadadas em Julho foram de 208 mil milhões, 42 milhões, 505 mil e 602 kwanzas, tendo sido exportados mais de 37 milhões de barris de petróleo a um preço médio de 39,24 dólares.

:

Segundo dados da Direcção da Tributação Especial da Administração Geral Tributária, em Junho foram vendidos mais barris de petróleo (mais de 38 milhões), mas a um preço médio mais baixo do que em Julho (24,36 dólares). Por essa razão, as receitas em Junho fixaram-se nos 201 mil milhões, 246 milhões, 621 mil e 770 kwanzas, refere a Angop.

Este dinheiro é resultado do pagamento dos Impostos de Rendimento de Petróleo, de Produção de Petróleo, de Transacção de Petróleo e da receita da Concessionária – que em Julho foi de 85 mil milhões 674 milhões e 499 mil kwanzas.

De acordo com a Petroangola, a revisão do valor do barril de petróleo no Orçamento Geral do Estado (que inicialmente tinha sido fixado em 55 dólares, mas foi posteriormente mudado para 33 dólares) ajudou o país a eliminar o défice fiscal relativo às receitas petrolíferas. A revisão ajudou ainda Angola a assegurar um valor de 6,10 dólares por barril e mais 37.000 barris por dia, permitindo criar uma reserva de cerca de 8,5 milhões de dólares diariamente.

Desde o início de 2020 até Julho o Estado perdeu, por dia, cerca de 800 mil dólares em impostos ligados ao sector petrolífero, devido à pandemia de covid-19. Só nos primeiros quatro meses de 2020, o preço do barril de Brent passou de 66 dólares para 25,2 dólares, de acordo com a cotação de referência para o petróleo nacional.

Relacionado