Ver Angola

Transportes

Cabinda: TAAG reconhece dificuldades e promete melhorar processo de venda de bilhetes

A TAAG reconheceu a existência de dificuldades na venda de bilhetes para voos entre Cabinda e Luanda, tendo deixado a promessa de que está empenhada em diminuir, nos próximos dias, os constrangimentos que se têm vindo a registar no processo.

:

"A TAAG – Linhas Aéreas de Angola - garante estar empenhada em diminuir nos próximos dias os constrangimentos causados aos clientes ligados à comercialização de passagens para os voos Cabinda-Luanda e Luanda-Cabinda", avança a empresa, em comunicado difundido esta Quinta-feira.

A companhia aérea adianta que a "escassez na disponibilidade de voos de Luanda-Cabinda-Luanda é alheia à sua vontade e está limitada às restrições impostas pela pandemia da covid-19, apesar de todas as condições de operacionalidade".

Reforça que o facto de os passageiros serem obrigados a apresentar teste negativo da covid-19, feito 72 horas antes do embarque, tem causado "alguns ajustamentos operacionais à companhia e aos aeroportos, e logísticos às autoridades sanitárias".

Reconhece que existe "uma pressão elevada no que diz respeito à gestão dos voos para esta escala, decorrente das assimetrias entre a procura e a oferta, e da descontinuidade geográfica da província", mas assegura que tem tripulantes e frota suficientes para dar resposta às suas operações de e para Cabinda.

A TAAG destaca ainda que é a "única companhia que tem estado a suprir esta procura", mesmo com as operações condicionadas pelas medidas de biossegurança.

No comunicado, a companhia aérea realça que a sua prioridade é respeitar as medidas de biossegurança e operar em total segurança.

A empresa conclui reafirmando o seu envolvimento de, num curto espaço de tempo, regressar à normalidade operacional, que foi afectada pela pandemia.

Relacionado