Ver Angola

Construção

Construção do Centro de Tecnologia Avançada Industrial avança em dois meses

Adérito Cusselama, director-geral do Instituto Nacional de Inovação e Tecnologias Industriais (INITI), anunciou esta Sexta-feira que as obras do Centro de Tecnologia Avançada Industrial começam em dois meses. Orçado em cerca de 34 milhões de dólares, o centro vai ser erguido na Zona Económica Especial (ZEE) Luanda Bengo.

:

De acordo com a Angop, o projecto vai ser construído no âmbito do Fundo de Cooperação para o Desenvolvimento Económico Sul-coreano. Assim, o financiamento será assegurado pelo Banco de Exportação e Importação da Coreia do Sul.

Visando formar técnicos do sector da inovação e engenharia bem como habilitar pessoas ligadas ao sector da indústria, estima-se que o centro dê formação a cerca de 2000 técnicos por ano.

A formação visa auxiliar as micro, pequenas e médias empresas a aperfeiçoarem a qualidade dos seus produtos. Além disso, o responsável adiantou que o projecto vai também reduzir a escassez de mão-de-obra.

É necessário haver um investimento por parte dos centros tecnológicos para que haja "mais pessoas com capacidade, mentes criativas que possam de facto encontrar soluções que levam" a economia nacional "a funcionar", afirmou Adérito Cusselama.

O director-geral do INITI, citado pela Angop, defendeu que só há desenvolvimento se houver investigação: "Acabou-se o período do empirismo, hoje é indispensável investigar, desenvolver e inovar para que as políticas ligadas ao investimento não sejam simplesmente investimento, mas sejam investimentos assertivos com base na ciência, inovação, investigação".

"O sector tem inúmeros desafios, porque a pandemia ajudou a perceber que é preciso reinventar, porquanto a qualquer momento o ambiente pode mudar da noite por dia, se não houverem mentes criativas", acrescentou.

Relacionado