Ver Angola

Matérias Primas

Diamantino Azevedo desafia portugueses a investirem em Angola

O ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, Diamantino Azevedo apelou a que investidores portugueses apostem em Angola e ajudem na criação de um hospital nas províncias da Lunda Norte e Lunda Sul.

: Ampe Rogério/Lusa
Ampe Rogério/Lusa  

No apelo, o governante pediu aos portugueses para investirem na "criação de uma unidade hospitalar de serviços diferenciados" que irá servir as Lundas.

"Há vários projectos sociais prioritários a desenvolver nas províncias da Lunda Norte e Lunda Sul, em especial nas áreas da saúde e da formação e também na agro-indústria" começou por dizer o governante, em entrevista ao Jornal Económico.

"Entre os projectos na área da saúde, destacamos os seguintes para a região do Nordeste de Angola (nas províncias da Lunda Norte, Lunda Sul e Moxico) que é caracterizada por ser uma região rica em recursos minerais, nomeadamente em diamantes. É nas Lundas Norte e Sul que se encontram os principais projectos de extracção de diamantes, quer sejam de aluviões ou quimberlitos", completou.

Além da criação do hospital, Diamantino Azevedo desafiou os portugueses a criarem investimento em projectos ligados às áreas da formação técnica e da agro-indústria.

O titular da pasta dos Recursos Minerais, Petróleos e Gás abordou também a grande reforma que está a ser feita no sector: até 2025 o país vai licitar 50 novos blocos petrolíferos, tem ainda planos para construir três novas refinarias (Cabinda, Soyo e Lobito) e renovar a refinaria de Luanda com o objectivo de aumentar a produção de gasolina e implementar uma indústria petroquímica.

Diamantino Azevedo aproveitou a ocasião para falar sobre a criação da Bolsa de Diamantes, anunciada em Junho deste ano. Esta bolsa servirá para aumentar a produção e lapidação de diamantes no país.

Relacionado