Ver Angola

Energia

Total volta a procurar petróleo nacional depois de ter covid-19 ter suspendido actividades

A maior produtora de petróleo do país, a Total, vai continuar as operações de perfuração e desenvolvimento de novos poços petrolíferos, mesmo depois de os seus trabalhos terem sido suspensos devido à crise que o país enfrenta, agravada pela pandemia de covid-19.

:

Para reforçar os trabalhos, a empresa vai colocar em funcionamento, ainda durante este mês, uma nova sonda de perfuração em águas profundas. Esta nova sonda, designada Maersk Voyager, vai ser activada no Bloco 17, o bloco com a maior taxa de produção do país.

A activação desta nova sonda, segundo a Angop, é vista como uma lufada de ar fresco no sector e faz crescer a esperança dos trabalhadores deste ramo que foram despedidos ou viram os seus rendimentos serem cortados devido à pandemia de covid-19.

De acordo com um comunicado da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG), citado pela Angop, a sonda esteve vários meses ancorada na Baía de Luanda e será agora encaminhada para o bloco 17 no dia 27 de Agosto.

Com a activação da Maersk Voyager o país vai passar a ter duas sondas em funcionamento: no bloco 32 a Total activou a sonda Transocean Skyros e, nas próximas semanas activará a Maersk Voyager no bloco 17. A petrolífera irá ainda activar a West Gemini no bloco 17.

O regresso das sondas será feito por fases: até Novembro deste ano o país vai poder contar com quatro sondas activas a operar em águas profundas. No entanto, as expectativas são para que esse número duplique no primeiro trimestre do próximo ano, o que irá criar novos postos de trabalho.