Ver Angola

Defesa

Ex-administrador do município do Alto Zambeze em prisão preventiva

A Procuradoria-Geral da República (PGR) do Moxico anunciou que o ex-administrador municipal do Alto Zambeze, Alexandre Paulino Bumba, está a ser investigado por peculato, recebimento indevido de vantagens e outros crimes, tendo ficado em prisão preventiva após interrogatório judicial.

: O ex-administrador municipal do Alto Zambeze, Alexandre Paulino Bumba (Foto: David Dias/Angop)
O ex-administrador municipal do Alto Zambeze, Alexandre Paulino Bumba (Foto: David Dias/Angop)  

Segundo uma nota da PGR da província do Moxico, a que a Lusa teve acesso, o ex-administrador do Alto Zambeze, actualmente director do Gabinete Provincial da Juventude no Moxico, foi constituído arguido no âmbito do processo-crime n.º 45/020.PGR/AZ.

A nota da PGR refere que, além de Paulino Bumba, o processo também visa Augusto José Macondo Tchinhemba, ex-secretário da administração municipal do Alto Zambeze, Domingos António, ex-director do gabinete de estudo, planeamento e estatística, e Sapalo Pedro Muachissengue.

Por existirem "fortes suspeitas", os arguidos são indiciados dos crimes de peculato, violação de normas de execução do plano e orçamento, associação criminosa, recebimento indevido de vantagens e participação económica em negócio, explica a PGR.

Aos arguidos foi aplicada a medida de coacção de prisão preventiva.