Ver Angola

Banca e Seguros

Banca em Angola enfrenta menos actividade e mais endividamento estatal, diz Fitch

A consultora Fitch Solutions considerou esta Terça-feira que o sector bancário em Angola será penalizado a curto prazo pela pandemia da covid-19, com uma redução do crescimento dos empréstimos e mais endividamento do Estado.

: Herculano Coroado/Reuters
Herculano Coroado/Reuters  

"O sector dos serviços financeiros e bancários enfrentam uma perspectiva consideravelmente mais desafiante no curto prazo devido às consequências económicas da pandemia da covid-19", escrevem os analistas num comentário ao sector.

No texto, enviado aos investidores e a que a Lusa teve acesso, os analistas desta consultora detida pelos mesmos donos da agência de notação financeira Fitch Ratings, lê-se que, "apesar de o país ter atingido um sucesso relativo na contenção da pandemia, o colapso do processo petrolífero a nível mundial, a suspensão de muitas rotas internacionais e as perturbações internas vão, ainda assim, empurrar o país para uma recessão este ano".

Em resultado disso, continuam, a Fitch Solutions "espera um ciclo negativo na procura no mercado, com apetite mais fraco pelos empréstimos aos clientes e, fora do sector dos seguros de saúde, menor actividade nos sectores dos seguros e nos serviços relacionados com os investimentos".

Na análise, os consultores da Fitch Solutions dizem que "mesmo com as pressões económicas, o sector bancário em Angola já estava a lidar com vários desafios estruturais", como a qualidade baixa dos activos e a subida do endividamento do Estado, que "limita o espaço para os empréstimos do sector privado".

Neste contexto, "e com um ritmo moderado de depreciação do kwanza nos próximos trimestres, é previsível que haja um abrandamento do crescimento do crédito nos próximos anos antes de haver uma recuperação marginal" a médio prazo, concluem os analistas.

A Fitch antevê uma recessão de quatro por cento este ano e uma recuperação do crescimento económico até dois por cento em 2024, segundo as mais recentes previsões desta consultora.

Relacionado