Onde comer no Luena

Pacata e pequena, Luena, capital da província do Moxico, é uma cidade caracterizada por avenidas largas e vários largos e jardins, onde muito pouco parece acontecer. Rodeada de floresta, a cidade sofreu bastante durante a guerra civil mas foi nela onde se assinou a paz no dia 4 de Abril de 2002 e se ergueu o Monumento à Paz, no centro da cidade, para celebrar este marco histórico.
:
  

No fim da guerra a cidade estava gravemente destruída. Hoje, apresenta-se quase toda recuperada. O comboio do Caminho de Ferro de Benguela passa às Sextas-feiras e dá outra vida e dinâmica à cidade. Fora isso, é notória a falta de investimento turístico na cidade, e oportunidades de lazer são praticamente inexistentes.

Como resultado, comer fora acaba por ser, na verdade, uma das poucas coisas a fazer. Numa viagem recente ao Luena mapeamos os poucos restaurantes da cidade, para podermos partilhar convosco neste mini-guia. Sempre ouvimos dizer que Luena era terra do mel e de cogumelos gigantes, mas não encontramos nem um nem outro nos menus da cidade (contudo, pode comprar mel e cogumelos/tortulhos na beira da estrada da cidade e arredores).

La Paloma Restaurante

É o melhor restaurante na cidade. Apesar de ter preços de Luanda, foi aqui onde comemos as nossas melhores refeições no Luena. O menu é bastante diversificado – contém saladas, diferentes pratos de arroz e massas, mariscos, várias entradas e petiscos, snacks, sopas, e pratos de peixe e carne – mas como deve imaginar, a grande maioria dos pratos, principalmente os mariscos, não estavam disponíveis. Contudo, podemos recomendar a dobradinha (1650 kwanzas), servida num prato de sopa com bastante molho, e o funge misto de bombó e milho servido com churrasco, molho de tomate e o agressivo gindungo local (4100 kwanzas). O espaço em si é bonito, cheio de luz natural, e fica junto ao Monumento à Paz.

Churrasqueira Viviane

Foi aqui onde comemos o nosso melhor churrasco nesta cidade. O menu desta churrasqueira é simples: só tem grelhados na brasa – frango, febras, pichanha, bife, entrecosto e linguíca – e guarnições (salada e batata frita). As porções são generosas e a carne é mesmo boa. Somos especialmente fãs da linguiça grelhada, servida com o molho caseiro da autoria do cozinheiro e o gindungo, claro. Fazem take-away.

Restaurante do César (Hotel Kawango)

Localizado no prédio do Hotel Kawango, o Restaurante do César serve comida a peso na hora do almoço, altura em que fica bastante concorrido. Fora desta hora servem snacks e petiscos. Na nossa última visita pagamos cerca de 2000 kwanzas para o prato cheio de feijoada e arroz. O Restaurante do César tem uma esplanada em frente ao edifício e um pátio nas traseiras para quem quiser tomar a sua refeição ao ar livre.

Ler Artigo Completo

Mais Lidas