Ver Angola

Energia

Sonangol e Eni assinam contratos de partilha de produção para blocos na Bacia do Namibe

A Sonangol e a Eni assinaram com a Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG), contratos de partilha de produção para blocos 27 e 28, localizados na Bacia do Namibe. Os contratos foram assinados a 22 de Junho, tendo-se tornado efectivos a 1 de Julho.

:

De acordo com um comunicado remetido ao VerAngola, no bloco 27 a Sonangol Pesquisa & Produção é detentora de 100 por cento do contrato de partilha de produção para a prospecção, pesquisa, avaliação, desenvolvimento e produção de hidrocarbonetos líquidos e gasosos.

Já para o bloco 28, o contrato de partilha de produção foi celebrado entre a Eni (60 por cento), a Sonangol Pesquisa & Produção (20 por cento) e a Tiptop Energy Limited (20 por cento).

Com a maior fatia do bloco 28, a Eni torna-se na operadora da licença daquele bloco. "Esta participação permite à Eni consolidar a sua presença estratégica de longo prazo em Angola, país onde opera um total de cinco blocos", adianta a nota.

Já "a estratégia de participação da Sonangol nestes dois blocos visa, entre outros objectivos, melhorar o desempenho da companhia, para a tornar mais competitiva e rentável; transformá-la numa operadora petrolífera de alcance global; assegurar o contínuo aumento dos recursos petrolíferos descobertos; promover a identificação de novas reservas de petróleo e de gás economicamente viáveis e alavancar a política energética e de electrificação do país, através da prospecção e pesquisa de gás natural nas concessões petrolíferas, existentes e futuras", avança o comunicado.

A administração da ANPG, citada na nota, considerou este acto como "relevante". Para a ANPG, isto "demonstra bem o interesse das operadoras petrolíferas internacionais em continuarem a investir na dinamização da produção petrolífera em Angola".

"A concessionária nacional tudo fará para que estes acordos agora assinados tenham o desempenho esperado, e para apoiar as empresas envolvidas no que seja necessário", completou a administração da ANPG.

Por sua vez, os responsáveis da Sonangol Pesquisa & Produção e da Eni que estiveram na cerimónia sublinharam a "sua importância para a actividade que desenvolvem", deixando claro que "Angola continua a ser um lugar de escolha para os investidores no sector petrolífero em África e no mundo".