Ver Angola

Energia

EDP financia com 500 mil euros projectos de energia solar em cinco países africanos, entre os quais Angola

A EDP, através do Fundo A2E (Access to Energy), vai apoiar sete projectos de energia solar em cinco países africanos, entre os quais Angola, com um financiamento de 500 mil euros, anunciou esta Quinta-feira a empresa.

:

"As propostas seleccionadas nesta terceira edição do fundo contam agora com um financiamento global de meio milhão de euros, com o qual a EDP pretende promover o acesso a energia limpa em regiões mais remotas e carenciadas e, dessa forma, ajudar a combater a pobreza energética nesses territórios", refere a eléctrica em comunicado.

A energia solar é um elemento comum aos sete projectos que a EDP vai apoiar em Angola, Moçambique, Nigéria, Ruanda e Maláui e que abrangem sistemas de refrigeração para peixe e fruta em mercados locais, electrificação de escolas, centros de saúde ou abastecimento de tecnologias que permitem dessalinizar a água.

Assim, tal como nas edições anteriores, o Fundo A2E aposta em iniciativas que intervenham em cinco áreas prioritárias – educação, saúde, agricultura, empresas e comunidade – e valoriza critérios de avaliação como o impacto social, parcerias, sustentabilidade, potencial de expansão ou viabilidade financeira.

Cada um dos projectos nesta nova edição, que recebeu 115 candidaturas, "conta com apoios financeiros entre 25 mil e 100 mil euros" e a EDP estima que o seu desenvolvimento possa ter um impacto positivo directo na vida de 16 mil pessoas e ainda beneficiar de forma indirecta mais de 15 mil pessoas nesses territórios.

"O Fundo A2E dá assim continuidade ao programa iniciado em 2018, somando desde então um apoio total de um milhão de euros a 13 projectos que contribuíram para melhorar a vida de 65 mil pessoas e indirectamente, de cerca de um milhão", resume a empresa.