Ver Angola

Banca e Seguros

BAI convoca assembleia geral extraordinária para 9 de Agosto

O Banco Angolano de Investimentos (BAI), participado pela petrolífera estatal Sonangol, convocou para 9 de Agosto uma assembleia geral extraordinária para alterar os estatutos e preparar a entrada em bolsa.

:

Segundo o anúncio publicado no Jornal de Angola e consultado pela Lusa, a ordem de trabalhos tem apenas dois pontos: deliberar sobre a alteração dos estatutos da sociedade para efeitos da sua qualificação como sociedade aberta e deliberar sobre a alienação das acções próprias.

A estrutura do BAI é composta por 54 accionistas, dos quais nenhum detém participações qualificadas, destacando-se a Sonangol como principal acionistas com 8,50 por cento do capital

Integram ainda o grupo de accionistas a Oberman Finance Corp (5,00 por cento), Dabas Management Limeted (5,00 por cento), Mário Palhares (5,00 por cento), Theodore Giletti (5,00 por cento), Lobina Anstalt (5,00 por cento), Coromasi Participações Lda. (4,75 por cento), Mário Barber (3,87 por cento), Luís Lélis (3,00 por cento) e "Outros' não identificados, que repartem os restantes 54,88 por cento do capital.

O Programa de Privatizações do executivo angolano prevê a alienação das participações da Sonangol em sectores como os seguros e a banca e a saída do BAI chegou a estar prevista para 2020, mas o concurso público não chegou a avançar.

O BAI, maior banco angolano em termos de activos, tem reconhecidas, desde 2017, acções próprias no valor nominal correspondentes a 5 por cento do capital social.