Ver Angola

Ambiente

Fernanda Samuel é a mais recente angolana na corrida ao ‘Jovens Campeões da Terra’

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) anunciou a lista de finalistas regionais do prémio Jovens Campeões da Terra. Fernanda Samuel inscreveu o nome de Angola na final, um ano depois de Adjany Costa ter dado o prémio ao nosso país.

:

A competição global visa identificar, apoiar e estimular jovens empreendedores com idades entre 18 e os 30 anos e ideias inovadoras para proteger ou restaurar o meio ambiente, refere um comunicado a que o VerAngola teve acesso.

Os 35 jovens foram seleccionados entre mais de 845 inscritos pelas suas “iniciativas visionárias e concretas para enfrentar as crises ambientais mais desafiadoras da actualidade”, como a protecção de terras indígenas através do turismo de aventura na Amazónia, conversão de emissões perigosas em bens valiosos nos EUA, pesca de plásticos na Grécia e produção de electricidade a partir do fluxo de água na Nigéria.

Angola é representada na final por Fernanda Samuel, de 28 anos, uma das cinco concorrentes seleccionadas do continente africano. A engenheira, ligada ao ramo da pesquisa petrolífera, dedica-se também à protecção ambiental.

É co-fundadora da AmbiReciclo, uma startup que promove a economia verde de forma a combater a pobreza através da reciclagem. É ainda fundadora do Otchiva Project, um projecto de protecção de mangais.

“O meu sonho é ver os mangais em Angola protegidos de forma definitiva, restabelecer a resiliência da nossa costa e o bem-estar de todas as espécies que dependem dos mangais, incluindo nós mesmos”, refere a concorrente angolana na sua página de apresentação.

Dos 35 finalistas de todo o mundo, apenas sete vencedores e vencedoras serão seleccionados por um júri global. Cada um receberá 10.000 dólares e apoio personalizado para desenvolverem os seus projectos ambientais, bem como acesso a contactos e mentores capacitados.

Relacionado