Ver Angola

Transportes

Saloodo!, a plataforma da DHL que quer ajudar as empresas com necessidade de transporte rodoviário

A DHL, líder de mercado a nível internacional na prestação de serviços de frete por via aérea, marítima e rodoviária, lançou a sua plataforma digital de fretes rodoviários ‘Saloodo!’ em Angola, para estabelecer ligações entre os expedidores e prestadores de serviços de transporte.

:

Segundo um comunicado remetido ao VerAngola, esta é a primeira vez que uma plataforma digital internacional de transporte rodoviário de mercadorias é disponibilizada no país para suprir as necessidades das empresas angolanas.

Ao longo da última década, o Governo tem vindo a dar prioridade à reparação, expansão e modernização das infra-estruturas rodoviárias. De acordo com um relatório recente do Banco Mundial, Angola tem redes rodoviárias que variam entre os 26 000 e os 17 500 quilómetros. . No entanto, tal como acontece com outros países a nível mundial, o mercado do transporte rodoviário de mercadorias continua a ser um mercado fragmentado e pouco transparente.

"Os investimentos estratégicos em infra-estruturas vão promover a recuperação económica do país, uma vez que ajudam a diversificar o comércio", declarou Tobias Maier, CEO da Saloodo!. "A digitalização dos fretes rodoviários não só ajuda a facilitar o comércio dentro do país, como também irá impulsionar as atividades no continente como um todo. Para esse efeito, é imperativo que incentivemos activamente a digitalização, a fim de promover o crescimento dos negócios dos nossos clientes."

Ainda segundo o Banco Mundial, Angola é um dos muitos países que ainda não superaram os desafios da logística e facilitação do comércio. No entanto, pouco a pouco, isso tem vindo a mudar, graças aos investimentos significativos em infraestruturas por parte do Governo, como os que foram feitos para o aumento do fluxo de tráfego no Porto de Luanda e para a construção de um novo porto
comercial na Barra do Dande (Norte de Luanda), aumentando assim, do ponto de vista logístico, a acessibilidade de Luanda, acrescenta o comunicado da DHL.

"Estas recentes melhorias rodoviárias, ferroviárias e portuárias constituem um bom presságio para a indústria logística angolana como um todo. Estou convencido de que este é um momento oportuno para lançar a Saloodo!, deixando para trás certos processos tradicionalmente manuais, a fim de injectar maior transparência e eficiência no ecossistema de transporte rodoviário de mercadorias. Ao proporcionar visibilidade em tempo real, os expedidores podem identificar facilmente transportadoras fiáveis e idóneas em Angola e vários países vizinhos, para transportarem as suas mercadorias. Por sua vez, isso ajudará as transportadoras a gerirem as frotas existentes e otimizarem a sua capacidade, com remessas de carga completa", concluiu Maier.