Ver Angola

Política

Joana Lina em visita de campo identifica problemas mas não faz promessas

Joana Lina, recém-nomeada governadora da província de Luanda, esteve três dias em jornada de campo pelo município de Viana, a primeira etapa do seu projecto enquanto ‘comandante’ dos destinos da capital. Apesar de não fazer promessas, a responsável priorisa mais trabalho e identifica problemas a resolver.

Pedro Parente:

Água, energia eléctrica, infra-estruturas sociais e administrativas, construções desordenadas e vales de drenagem são os principais problemas de Luanda, sendo que a governadora apelou aos seus colaboradores maior engajamento ao trabalho para o encontro de soluções.

A governadora abordou ainda a situação das ravinas espalhadas por várias zonas do município, afirmando que o assunto faz parte de um pacote do Ministério da Construção em colaboração com outras entidades ligadas à matéria.

De acordo com a Angop, Joana Lina referiu-se ainda ao litígio entre a Administração Municipal de Viana e o projecto habitacional da EPAL, dizendo que espera ouvir a outra parte de forma a encontrar uma saída harmoniosa do problema.

Durante a jornada a responsável marcou presença no auditório da Universidade Jean Piaget, onde ouviu as preocupações das comunidades representadas por associações de classe e comissões de moradores dos distritos urbanos e comunal.

Neste périplo por Viana, Joana Lina passou pelos distritos urbanos do Kikuxi e Vila Flor, pelo Hospital Municipal do Zango e pelas bacias de retenção da Vila Pacifica e do Zango 2. Esteve também no mercado do Zango e no projecto Habitacional da EPAL, no Zango 5.

Deslocou-se ainda à comuna do Calumbo, ao Mercado do 30 e ao distrito Urbano da Baía.

Joana Lina foi nomeada por João Lourenço para o cargo de governadora provincial de Luanda a 25 de Maio, vinda das mesmas funções mas na província do Huambo. Substituiu Sérgio Luther Rescova.

Relacionado