Ver Angola

Saúde

Curva da epidemia de covid-19 continua em trajectória ascendente em África

A curva epidémica da covid-19 continua a subir em África, com uma média de 4200 novos casos por dia, disse esta Quinta-feira o director do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC).

:

"A curva continua a subir. Entre 21 e 27 de Maio, houve 30 mil novos casos registados comparado com a semana anterior, em que tivemos registo de 21.700 novos casos. É um aumento de 1,4 vezes. Temos uma média de 4200 novos casos diários no continente", disse John Nkengasong.

O director do África CDC, que falava na conferência de imprensa semanal, a partir da sede da União Africana, em Adis Abeba, assinalou que parte deste crescimento é justificado pelo aumento do número de testes ao novo coronavírus realizados pelos países.

Quase um terço dos novos casos foi registado na África Austral (30 por cento), seguida do Norte de África (24 por cento), da África Ocidental (16 por cento), África Central (15 por cento) e África Oriental (13 por cento).

Globalmente, o continente africano regista 124.482 casos acumulados de infecções pelo novo coronavírus e 3696 mortes, o que representa uma taxa de letalidade de 3 por cento.

John Nkengasong sublinhou os progressos alcançados na realização de testes à covid-19, assinalando que o continente passou de menos 400 mil testes, no início de Abril, para quase 2 milhões actualmente.

"Desde abril, aumentámos significativamente o número de testes. Há países que hoje estão a fazer entre 5 mil e 7 mil testes por dia. Até ao final desta semana, o África CDC terá distribuído 2,5 milhões de testes aos Estados-membros", disse.

Apesar do progresso, o director do África CDC reconheceu que o continente está ainda longe do nível ideal de testagem.

"Com um continente de 1,2 mil milhões de pessoas, o nosso objectivo é testar 1 por cento da população, ou seja, temos de fazer 12 milhões de testes. Estamos próximo dos 2 milhões, ainda temos uma lacuna de 10 milhões", apontou.