Ver Angola

Lazer

Primeira plataforma de arrendamentos de curta duração em Angola chama-se 'Boa Estadia'

Um projecto da equipa responsável pela AngoCasa – portal imobiliário nacional – a ‘Boa Estadia’ surge para responder à crescente procura por imóveis para arrendamento de curta duração. Esta, que se tornou uma alternativa popular para turistas um pouco por todo o mundo, chega agora a Angola.

:

A 'Boa Estadia' pretende disponibilizar todo o tipo de soluções de arrendamento de curta duração em Angola, incluindo casas e apartamentos privados, bungalows e alojamentos mais tradicionais como guesthouses e hotéis, explica um comunicado remetido ao VerAngola.

Os responsáveis pelo projecto, que consideram pioneiro no país, explicam também que apesar de "gigantes da indústria internacional dos alojamentos" como o Airbnb e o Booking estarem presentes em Angola, as reservas realizadas através destas plataformas devem ser pagas em dólar ou euro, "o que faz com que estas soluções sejam menos atractivas para os angolanos".

Desta forma, a 'Boa Estadia' foi desenvolvida com foco nos consumidores nacionais, sendo que todos os preços de alojamentos em Angola estarão em kwanzas.

No modelo de funcionamento, similar ao de outras plataformas internacionais, o anfitrião tem controlo total sobre a disponibilidade, preços, regras do alojamento e no que diz respeito à interacção com os hóspedes.

A Boa Estadia estará disponível na própria plataforma da AngoCasa, "beneficiando assim de uma maior exposição imediata", mas também poderá ser acedida directamente no seu próprio domínio em boaestadia.com.