Ver Angola

Defesa

Sindicalista assassinado à porta de casa. Família acusa Polícia Nacional de ser responsável pelo crime

Lazarino dos Santos, até aqui secretario-geral do Sindicato Nacional de Professores e Trabalhadores do Ensino Não Universitário (SINPTENU), foi assassinado na noite desta Segunda-feira, 25 de Maio, no bairro Dangereux no municipio de Talatona, em Luanda.

: Lusa
Lusa  

O sindicalista, de 42 anos, terá sido alvejado por disparos de arma de fogo, à queima roupa e pelas costas. De acordo com a Angop, um outro elemento presente no local, Álvaro Estevão, foi também atingido, na cabeça, vindo a falecer mais tarde já numa unidade hospitalar.

O crime ocorreu pelas 21h00, hora a que as vítimas e outros vizinhos conversavam à porta da residência do secretario.

Alguns familiares de Lazarino dos Santos, nomeadamente o irmão – Daniel dos Santos – acusam a Polícia Nacional da autoria do crime. De acordo com o testemunho, terão sido efectivos desta força de segurança os autores dos disparos.

O caso chegou ao Minitério do Interior, tendo o sub-comissário Waldimar Jose garantido que está já a ser conduzida uma investigação para encontrar os autores do crime e apurar responsabilidades.