Ver Angola

Ambiente

Dia da Biodiversidade é mote para anuncio da criação de três novas áreas de conservação ambiental

Floresta da Kumbira, Serra do Pingano e Morro do Moco serão as três novas áreas de conservação a serem criadas no país.

: Morro do Moco - José Manuel Lima da Silva
Morro do Moco - José Manuel Lima da Silva  

A informação foi avançada pelo Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente, numa nota enviada a propósito do Dia Internacional da Biodiversidade, que se assinala esta Sexta-feira.

No documento, é feita uma chamada de atenção pra as devastadoras perdas de espécies insubstituíveis em benefício dos seres humanos. O ministério relembra que o 22 de Maio visa consciencializar a população mundial sobre a importância da diversidade biológica, além da necessidade da sua protecção em todos os ecossistemas do planeta.

Ainda acordo com o ministério tutelado pela bióloga Adjany Costa, o país tem desenvolvido projectos que procuram contribuir para a actualização e conhecimento da biodiversidade de Angola e para a sua conservação.

Entre estes, é destacada a criação de três áreas de conservação terrestre nos Parques Nacionais do Maiombe, Mavinga e Luengue-Luiana, aumentando de 6,6 por cento para 13 por cento a área conservada.

Está ainda prevista a criação da primeira área de conservação marinha, nas províncias do Cuanza Sul, Uíge, Huambo e Namibe.

No que diz respeito à herpetofauna, o departamento ministerial destaca o registo de mais de 400 espécies, distribuídos em 117 anfíbios e 278 répteis. Destas, 36 espécies são endémicas e sete são novas para a ciência (seis répteis e um anfíbio).