Ver Angola

Economia

Governo consegue mais 300 milhões para financiar projectos de desenvolvimento

O Governo angolano vai mais do que duplicar, para 550 milhões de dólares, o financiamento junto de uma empresa do Reino Unido especializada nos mercados emergentes, garantindo a execução de projectos de desenvolvimento nacional.

:

Em causa está um despacho presidencial de 11 de Maio passado, ao qual a agência Lusa teve hoje acesso, aprovando o incremento de 300 milhões de dólares ao anterior acordo de financiamento com a GemCorp Capital LLP, aprovado por despacho de 5 de Janeiro, então no valor de 250 milhões de dólares. Este é um dos vários acordos de financiamento que o Governo angolano tem vindo a realizar nos últimos meses para garantir as necessidades de financiamento para 2015, face à queda das receitas petrolíferas já previstas no actual Orçamento Geral do Estado (OGE).

O mesmo despacho, assinado pelo Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, autoriza o Ministério das Finanças a proceder à assinatura da "segunda tranche" desta "facilidade de crédito". "Havendo necessidade de reforçar o financiamento de diversos projectos de interesse público, indispensáveis ao desenvolvimento nacional", lê-se no primeiro despacho, de 5 de Janeiro, em que José Eduardo dos Santos autorizava o acordo inicial com a GemCorp.

Segundo informação da própria empresa, que tem sede em Londres, a GemCorp foi lançada em Setembro de 2014, tendo como objectivo garantir ou reunir financiamento para investimentos, públicos e privados, em mercados emergentes.

A Lusa noticiou, a 13 de Abril passado, que o Governo angolano pretende garantir um financiamento, do banco francês Société Générale, no valor de 500 milhões de dólares, que se juntará a outros idênticos de Espanha, Estados Unidos e Rússia, nos últimos meses. Angola já garantiu, entretanto, empréstimos de 500 milhões de euros dos espanhóis do BBVA, e de 250 milhões de dólares do norte-americano Goldman Sachs e do fundo britânico Gemcorp Capital, cada.