Ver Angola

Banca e Seguros

BIC: volume de negócios do maior banco privado de Angola aumentou 16 por cento

Os resultados líquidos do banco BIC Angola cresceram 4,5 por cento em 2014, face ao ano anterior, para 20.536 milhões de kwanzas, divulgou hoje em Luanda a instituição, na anual apresentação da actividade.

Observador:

Os números foram apresentados pelo presidente do conselho de administração do BIC Angola, Fernando Teles, que sublinhou que o crescimento dos resultados líquidos refere-se à moeda nacional, tendo em conta que em dólares norte-americanos, face à forte desvalorização do kwanza angolano, o resultado é semelhante ao de 2013.

O responsável acrescentou que o BIC Angola é hoje um "banco bastante capitalizado", tendo atingido em 2014 fundos próprios de 91.055 milhões de kwanzas, um crescimento de cerca de 5 por cento, de acordo com as contas hoje apresentadas, já aprovadas em assembleia-geral.

O crédito do BIC à economia cresceu 22 por cento, para 709.600 milhões de kwanzas - pouco mais de metade ao Estado angolano -, mas o administrador garante que o banco tem provisões equivalentes a 11 por cento do total de crédito concedido. "O pior que pode acontecer é que o cliente pense que não é para pagar e que não há pressão. E infelizmente em Angola houve aí algumas operações com alguns bancos em que as pessoas pensaram que eram donativos. Aquilo que é crédito, com o BIC, é para pagar", apontou Fernando Teles, numa alusão aos problemas de crédito malparado noutros bancos angolanos. Embora sem concretizar valores, garantiu que o crédito vencido no BIC Angola "está mais do que provisionado".

O volume de negócios do BIC em Angola, considerado o maior banco privado do país, com um milhão de clientes (crescimento de 26 por cento em 2014) e quase de 2200 trabalhadores, aumentou no ano passado 16,1 por cento, fixando-se em 1.394 mil milhões de kwanzas.

"O objectivo é sempre ser o melhor possível, com a melhor rentabilidade possível", apontou Fernando Teles, a propósito do 10.º aniversário da instituição, que se assinala em 2015. "Os nossos 10 anos de existência têm para nós um significado muito especial. São 10 anos de crescimento e resultados extraordinários que nos transportam para um lugar cimeiro no sector bancário", reforçou o presidente do conselho de administração do BIC Angola.