Ver Angola

Sociedade

Hélder Pitta Grós: “Até ao momento a PGR não recebeu qualquer lista” sobre fortunas de angolanos em Portugal

Hélder Pitta Grós, procurador-geral da República (PGR), negou ter recebido a lista com as fortunas de angolanos em Portugal. A reacção surge depois de o jornal português Correio da Manhã ter avançado que Portugal já tinha entregue o documento a Angola.

: Patrícia de Melo Moreira/Getty Images
Patrícia de Melo Moreira/Getty Images  

"Até ao presente momento a PGR não recebeu qualquer lista com este teor", afirmou o procurador, em declarações ao Jornal de Angola.

O PGR admitiu ainda que o país tem contado com a "cooperação e colaboração pontual" de Portugal "em processos específicos". Por essa razão, "é frequente" que se desloquem "a Portugal e a outros países no âmbito da aludida cooperação".

A notícia do semanário português dava conta de que a lista com as fortunas das várias personalidades angolanas tinha sido entregue pelo Departamento Central de Investigação e Acção Penal a um funcionário judicial da PGR angolana.

De acordo com o Correio da Manhã, o documento é composto por mais de 7000 páginas que detalham as contas bancárias, investimentos, imóveis e participações em empresas de várias figuras angolanas, entre as quais os irmãos dos Santos (Isabel dos Santos, Tchizé dos Santos e Zenú dos Santos), bem como o ex-chefe da Casa Militar Manuel Hélder Vieira Dias e o ex-chefe das secretas angolanas, Leopoldino Fragoso do Nascimento.

Relacionado