Ver Angola

Lazer

Angola entre os novos países com acesso à Apple Music

A gigante tecnológica Apple anunciou esta Terça-feira a expansão da sua actividade para mais 20 países, entre eles Angola e Moçambique, que passarão a ter acesso aos aplicativos da marca e à música, entre outras funcionalidades.

:

"Estamos deliciados por trazer tantos dos adorados serviços da Apple a mais utilizadores em mais países do que nunca", comentou o vice-presidente da Apple para a Música e Conteúdo Internacional.

"Esperamos que os nossos consumidores possam descobrir os seus podcasts, jogos, música e aplicações enquanto celebramos os melhores criadores, artistas e produtores do mundo", acrescentou Oliver Schusser, citado no comunicado divulgado em Cupertino, na Califórnia, a sede da Apple.

A partir desta Terça-feira, a Apple Music, um programa que permite aceder a grande parte das músicas disponíveis a nível mundial, estará acessível para os clientes de 17 países africanos, entre os quais Angola e Moçambique, sendo esta a região do mundo que recebe a maior expansão de produtos e serviços da marca norte-americana.

A App Stores, a loja online de aplicações informáticas aprovadas ou desenvolvidas pela Apple, "está presente em 175 países e regiões, sendo o mercado mais vibrante e seguro do mundo", diz a empresa, que aponta para 500 milhões de visitas todas as semanas.

A Apple Music está agora disponível em 167 países e regiões, oferecendo 60 milhões de canções que estarão gratuitas por seis meses para os novos clientes destes países, de acordo com a empresa.