Polícia recolheu de civis quase 200 mil armas de fogo em oito anos

Perto de 200 mil armas de fogo em posse de civis foram recolhidas nos últimos oito anos em Angola, no âmbito do processo de Desarmamento da População Civil, anunciou a polícia.
:
  

Segundo o coordenador da comissão técnica nacional e segundo comandante da Polícia Nacional angolana, Paulo de Almeida, foram recolhidas até à presente data 199.392 armas de fogo de vários calibres, sendo o balanço do processo positivo.

Contudo, diariamente são recolhidas coercivamente uma média de cinco a dez armas, das mãos de cidadãos envolvidos em actividades criminosas, o que demonstra que estão em posse dos cidadãos várias armas.

Paulo de Almeida disse que a média de armas recolhidas por dia é preocupante, demonstrando que prolifera ainda entre os civis uma grande quantidades de armas.

Uma grande quantidade de armas de fogo circula entre seguranças privados, estimando-se que estejam em sua posse cerca de 30 mil, que deverão ser substituídas por armas do tipo de autodefesa, depois de aprovada, em 2014, a Lei sobre as Empresas Privadas de Segurança.

Uma das maiores preocupações da comissão é que muitas armas em posse das empresas de segurança vão parar às mãos de delinquentes por negligência e falta de preparação do pessoal.

A mobilização e sensibilização da população, maior controlo das armas sob custódia das empresas de segurança privadas e o envolvimento de toda a sociedade são algumas das estratégias previstas para se atingir os objectivos.

Mais Lidas