Ver Angola

Cultura

Edição deste ano do “Top dos Mais Queridos” com novo formato. A ‘Praça’ é a grande homenageada

A edição deste ano do “Top dos Mais Queridos” vai adoptar um novo formato. A grande novidade prende-se com a aplicação de um novo método de votação: a votação provincial. A homenageada deste ano será a ‘Praça’, por ser considerada como uma fonte de inspiração para muitos artistas.

:

De acordo com Pedro Cabral, presidente do Conselho de Administração da RNA, este novo formato de votação visa tornar o concurso mais "abrangente a nível nacional".

O responsável, que falava esta Quinta-feira no lançamento oficial da edição 2021, explicou que o "Top dos Mais Queridos" vai ser composto por duas situações diferentes: a primeira está ligada à votação provincial e o segundo momento dirá respeito à votação dos dez músicos mais votados em cada uma das províncias.

"Inicialmente, a votação nas 18 províncias abrangerá todo e qualquer músico local, seguindo-se a votação dos dez mais", explicou Pedro Cabral, citado pela Angop.

Os dez músicos mais votados em cada uma das províncias vão ser os protagonistas da grande final do concurso, que está prevista acontecer no dia 1 de Outubro de 2021.

O responsável fez ainda saber que apesar de a covid-19 ainda não estar controlada, a rádio espera que em Outubro já seja possível ter público presente na final do evento: "Estamos a analisar como será a situação epidemiológica do país nos próximos meses e a preparar o espectáculo com público, pelo que esperamos que consigamos isto até lá".

A votação arranca na próxima Terça-feira, dia 9 de Março. Segundo a Angop, a rádio pretende homenagear tudo que se passa na 'Praça', desde os vendedores aos engraxadores de sapatos, por considerar que esta se trata de uma fonte de inspiração que transformou muitos artistas em criadores da música nacional.

O "Top dos Mais Queridos", promovido pela RNA-EP, tem como objectivo distinguir as músicas mais ouvidas nos seus canais.

O último vencedor do top foi Yannick Afroman, com o tema "Bakongo". O artista venceu a edição de 2019.

Relacionado