Ver Angola

Sociedade

Crianças de rua ganham “nova casa”. Governo de Luanda instala centros de acolhimento

Foi inaugurado esta Segunda-feira, em Luanda, um centro provisório para acolher crianças e adultos que fazem das ruas da capital a sua casa. O espaço, localizado no Bairro dos Ramiros, em Belas, tem capacidade para acolher 250 pessoas.

:

O centro foi montado nas instalações da Casa da Juventude dos Ramiros e tem como objectivo ajudar crianças e adultos que vivem na rua e que, por essa razão, têm um maior risco de vir a contrair a covid-19.

A inauguração do centro decorreu esta Segunda-feira e contou com a presença do governador de Luanda, Sérgio Luther Rescova. Em declarações à imprensa, o responsável fez saber que este espaço vai ser um novo lar para cidadãos de Luanda, Belas e Talatona.

Sérgio Luther Rescova avançou ainda que as crianças serão prioritárias. No entanto, deixou claro que as crianças que vivem na rua com os seus pais não serão separadas deles. Nesses casos, os adultos também serão admitidos nas instalações do centro, explicou.

Já em Viana será montado um centro destinado ao acolhimento de idosos, considerados como um dos grupos que mais riscos correm na presença da covid-19.

No município de Cacuaco será instalado um centro com capacidade para a acolher 100 crianças. Segundo o governador neste espaço só serão acolhidas crianças, uma vez que o centro não terá espaço para acolher adultos.

Sérgio Luther Rescova completou ainda que estão a tentar ser identificadas as famílias das crianças que se encontram na rua. As crianças sem família ficarão nos centros que estão a ser montados e as restantes serão entregues às suas respectivas famílias.