Ver Angola

Energia

Petróleo à espera de ser vendido preocupa operadores

O impacto do novo coronavírus começa a sentir-se um pouco por todo o mundo, sendo que os operadores petrolíferos se têm mostrado como operando numa das áreas mais afectadas, muito por causa da redução da procura do maior comprador, a China.

:

De acordo com o Jornal Económico, cerca dos 70 por cento dos carregamentos de Abril de Angola e da Nigéria esperam ainda compradores. A este cenário juntam-se os milhares de barris que estariam programados para ser exportados em Março, mas que ainda não foram comprados. 

Tendo em conta a distância entre a África Ocidental e a Ásia, é provável que os barris exportados em Abril só cheguem à China em Maio ou inícios de Junho. Desta forma, os operadores avaliam com meses de antecedência qual o volume da procura. 

No entanto, nas últimas semanas, a epidemia de Covid-19 fez com que a procura da China descesse drasticamente. Desta forma, os fluxos de crude oriundos da África Ocidental — inclusive de Angola — deverão diminuir cerca de um terço este mês.