Ver Angola

Economia

Preciso Domingos contra modelo actual de empresários que importam para fornecer ao Estado

O economista Precioso Domingos defendeu uma mudança de actuação dos empresários em Angola que se limitam a “importar para depois fornecer bens ao Estado”.

:

“O modelo de empresários que temos hoje é para deixar cair, infelizmente”, disse Precioso Domingos, que falava à imprensa, no final de uma mesa redonda sobre o estado da economia de angola e as suas repercussões sobre outros setores, realizada na Quinta-feira.

Segundo o economista, é necessário que uma série de pessoas, que “não fazem parte desse ‘establishment’, nomeadamente empresários com ideias”, apareça e tenha acesso e oportunidades, independentemente de pertencerem a grupos A ou B, para fazerem ressurgir a economia.

Para Precioso Domingos, o Governo “tem que se afastar um pouco da ideia de que, para a economia não petrolífera funcionar, isso vai decorrer de encontros” com o que chamou de empresários com os mesmos vícios.

“Esses empresários têm interesses, defendem sectores, protegem e os novos não entram”, lamentou o especialista.

O economista realçou ainda que, em economia de mercado, “os incentivos são mandados para o mercado de forma cega e quem tem competências vai poder beneficiar deles, independentemente de quem quer que seja”. “Basta ter talento”, reforçou, salientando que “não é o que ocorre”.