Ver Angola

Defesa

Autoridades alertam para uso responsável do terminal de emergência 111

Mais de 90 por cento das chamadas registadas nas últimas 24 horas pelo Centro Integrado de Segurança Pública (CISP), pela linha de emergência 111, foram inválidas, alertaram esta Quinta-feira as autoridades, pedindo responsabilidade aos cidadãos para evitar "colapso do sistema".

:

A linha 111, gerida por técnicos do CISP, é a disponível em Angola para distintas situações de emergência e segurança pública também para denúncias de casos suspeitos e/ou confirmados da Covid-19.

Numa intervenção divulgada esta Quinta-feira pelas redes sociais, o chefe de gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do Ministério do Interior, Waldemar José, pediu ajuda dos órgãos de comunicação para sensibilização da população no uso correcto do terminal.

Segundo o responsável, nas últimas 24 horas o CISP recebeu mais de 16.600 chamadas, das quais 15.355 inválidas "pois foram somente para questionar se o serviço estava funcional para emergências do coronavírus" e apenas mais de 900 foram válidas.

"O que nos preocupa, efectivamente, são as chamadas inválidas o que condiciona outras que ficam em espera, por isso apelamos, mais uma vez, o auxílio dos órgãos de comunicação para alertar os cidadãos para que não façam o uso indevido deste terminal", pediu.