Ver Angola

Comércio

Empresários holandeses foram a Benguela ver produção de fruta e seguem para o Huambo

Vinte e cinco empresários holandeses visitaram, esta Terça-feira, a província de Benguela para analisar a capacidade de produção de frutas. O objectivo da visita é avançar com futuras parcerias entre Angola e os Países Baixos, para levar a produção nacional para o mercado europeu.

:

O grupo de empresários, que chegou à província acompanhado pelo embaixador dos Países Baixos em Angola, foi recebido por Rui Falcão, governador de Benguela. Os empresários visitaram produções de manga, banana e ananás em Benguela e Baía Farta.

Esta Quarta-feira, os empresários vão de comboio até ao Huambo para conhecer o potencial de produção da província.

O embaixador Anne Van Leeuwen disse, em declarações à Angop, que a visita tem como objectivo futuras parcerias entre os Países Baixos e Angola. Já Rui Falcão mostrou-se satisfeito com a visita, adiantando que esta é uma oportunidade para os produtores angolanos expandirem os seus negócios.

Nas suas declarações, o governador de Benguela revelou que 90 por cento da produção de fruta é consumida no país. No entanto, revelou que os compradores das superfícies comerciais costumam atrasar o pagamento aos produtores.

Também Samuel Maleze Quinda, director nacional para o desenvolvimento económico integrado, considerou que as parcerias com os empresários holandeses vão ser uma vantagem para a produção nacional.

Citado pela a Angop, o responsável deixou um conselho aos produtores nacionais: melhorem a qualidade dos produtos para que quando exportados para a Europa conquistem esse mercado.

É preciso melhorar e adaptar as técnicas de produção para que os possíveis investidores mostrem interesse, completou Samuel Maleze Quinda.

O director comercial do Caminho de Ferro de Benguela, Artur Silva, fez saber que a empresa tem tudo a pronto para facilitar o escoamento dos produtos no corredor do Lobito.

Relacionado