UNITA considera actuais ideais da fundação do partido há 53 anos

A UNITA, maior partido da oposição, considerou que 53 anos após a fundação os objectivos continuam válidos, face à necessidade urgente de "mudanças políticas profundas para a dignificação dos angolanos".
:
  

Numa declaração alusiva aos 53 anos de fundação da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), que se assinalou esta Quarta-feira, o partido refere que os cinco pilares fundamentais da sua criação, "o 'Projecto de Muangai' [ideais fundadores do partido] é actual e adaptável ao contexto de uma Angola pós-independente, carente de soluções adequadas aos problemas mais básicos que assolam a sociedade angolana".

Para o partido fundado por Jonas Savimbi, o país e os seus cidadãos "vivem ainda momentos difíceis, de frustração, angústia e desespero", devido à "má governação que se instalou no país há 43 anos", sem que, acusa, "se vislumbre no horizonte garantias de se reverter o quadro calamitoso".

"Ao celebrar o seu 53.º aniversário, neste ano da consagração da memória do Dr. Jonas Malheiro Savimbi, que coincide com a realização das suas exéquias, a UNITA reitera a sua firme vontade de continuar a pugnar pelos seus ideais e pela defesa intransigente dos interesses dos angolanos, sem discriminação de qualquer índole", refere a declaração.

A direção do partido reafirmou "o compromisso para dar a sua contribuição aos esforços que visam a consolidação da paz, da unidade, da reconciliação nacional e da construção de um Estado verdadeiramente democrático em Angola".

"Reitera a firme vontade e determinação de contribuir por todos os meios ao seu alcance para a implementação das autarquias locais em todos os municípios, em obediência aos princípios do gradualismo funcional, contribuindo deste modo para o fim das assimetrias que têm marcado profundamente a gestão do actual executivo e abrir assim caminho para o desenvolvimento social e económico sustentado, harmonioso e equilibrado", lê-se na declaração.

Mais Lidas