Ver Angola

Energia

Nova central térmica do Chitato em funcionamento no próximo mês

A nova central térmica do Chitato, na Lunda Norte, começa a funcionar em Março deste ano. A revelação foi feita esta Segunda-feira pelo ministro da Energia e Águas, João Borges, que admitiu que esta central vai ajudar a suprimir o défice de energia eléctrica que o município tem vindo a registar.

: João Borges em visita à Lunda Norte
João Borges em visita à Lunda Norte  

Segundo o responsável, o município do Chitato precisa de ter uma capacidade de cerca de 20 megawatts para que a restrições que se têm vindo a registar nos últimos meses desapareçam.

João Borges explicou, citado pela Angop, que o Chitato regista actualmente um défice de oito megawatts, mas este deverá deixar de existir com a entrada da nova central em funcionamento.

A nova central térmica do Chitato, composta por nove grupos geradores capazes de gerar 14 megawatts de energia eléctrica, será uma alternativa enquanto se espera pela conclusão da Barragem do Luachimo, capaz de gerar 34 megawatts de energia, adiantou.

"A necessidade neste momento é cerca de 18 megawatts. Se conseguirmos concluir a instalação da nova central, que estará interligada com a antiga que produz neste momento abaixo dos dez megawatts, até Março, teremos disponíveis 20 megawatts para o Chitato", afirmou.

Cerca de 17.950 clientes – 13.250 em sistema pós-pago e 4700 em pré-pago – beneficiam da energia gerada pela actual central térmica do Chitato.

Quanto ao sector das águas na província da Lunda Norte, o responsável frisou que foram feitos avanços nas infra-estruturas, o que levou a um alargamento da rede de distribuição.

Realçou ainda que foram criadas agências comerciais que vão ajudar a aumentar as receitas e aconselhou a Empresa Pública de Águas e Saneamento a continuar com a implementação de medidas que viabilizem o sector.

O titular da pasta da Energia e Águas está a realizar uma visita à Lunda Norte, onde vai proceder à inauguração de cinco infra-estruturas: o ministro inaugurou, na Segunda-feira, dois sistemas de distribuição de água nos municípios de Lucapa e Chitato e um laboratório de análise de qualidade de água. Deverá ainda deslocar-se ao Cuilo, Lubao e Xá-muteba para inaugurar três sistemas de água.