ASA em greve por causa de oito meses de salários em atraso

A equipa de futebol Atlético Sport Aviação (ASA), actualmente no 12.º lugar do Girabola, entrou na Quarta-feira em greve para reclamar oito meses de salários em atraso, confirmou o presidente do clube à Rádio 5.
:
  

Segundo Adriano Agostinho, em declarações ao canal de desporto ligado à Rádio Nacional de Angola (RNA), o atraso no pagamento dos salários deve-se à falta de cumprimentos do acordo financeiro por parte dos patrocinadores.

Adriano Agostinho admitiu a possibilidade de o conjunto não ter condições de se manter em prova, numa altura em que espera pela sensibilidade das empresas que suportam a colectividade, perante a uma situação que afecta também outras modalidades.

A 1 deste mês, os atletas da equipa de basquetebol, 5.ª classificada do Campeonato Nacional sénior masculino, com 29 pontos, admitiram desistir da prova por falta de pagamentos.

Não é a primeira vez que este clube histórico do desporto nacional vive problemas financeiros. Em 2017, os futebolistas entraram igualmente em greve por salários e prémios de jogo em atraso, o que terá contribuído para a descida do escalão maior do futebol nacional, onde regressou na presente época.

Fundado a 1 de Abril de 1953, o clube aviador movimenta outras modalidades com destaque para o futebol (campeão em 2002, 2003 e 2004), basquetebol (1980, 1996 e 1997) e andebol feminino (1998).

Mais Lidas