Angola faz crescer exportação de vinho luso. Luanda prova néctar em Março

Os Vinhos do Alentejo realizam pelo 11.º ano consecutivo uma prova de vinhos em Luanda, este ano complementada com duas formações, para hotelaria e distribuição. Angola é o segundo maior mercado de importação dos vinhos do Alentejo, com 3,4 milhões de litros de vinho alentejano engarrafado importados em 2017.
:
  

A Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA), entidade que certifica e promove os Vinhos do Alentejo, terminou o ano de 2017 com um balanço de prata do mercado angolano face aos 112 mercados internacionais para onde exporta. Em 2017, 84 produtores de Vinhos do Alentejo exportaram para Angola cerca de 250 marcas. Este ano, algumas dessas marcas podem ser degustadas na prova anual de Vinhos do Alentejo, a 1 de Março no EPIC Sana Luanda.

Os Vinhos do Alentejo são exportados para 112 mercados internacionais, tendo a quantidade exportada duplicado nos últimos 10 anos. Brasil, Angola, Estados Unidos da América, Suíça e França constituem o 'top 5' do "ranking" dos países importadores dos vinhos alentejanos, representando 57 por cento do valor e 55 por cento da quantidade vendida para os mercados externos.

“Pode dizer-se que todos os produtores com maior dimensão e mais activos do Alentejo exportam hoje para o mercado angolano. Este clima de receptividade levou à antecipação da prova anual para o primeiro dia de Março, reforçando a relação com o consumidor angolano”, afirma Tiago Caravana, responsável pelo mercado nacional da CVRA.

A anteceder a prova anual, os Vinhos do Alentejo procuram deixar uma marca pedagógica em Angola e há vários anos que realizam formações lideradas por Luís Lopes, respeitado crítico de vinhos em Portugal. Durante a formação estão em prova algumas referências de excelência da região, para que os formandos possam experimentar e diferenciar as particularidades dos vinhos alentejanos. As formações realizam-se a 27 de Fevereiro com a equipa de Food & Beverage do EPIC Sana e a 28 de Fevereiro com o hipermercado Kero.

Mais Lidas