Girabola em versão acelerada arranca Sábado com primeiros jogos

O principal campeonato nacional de futebol arranca no fim-de-semana com as primeiras partidas da temporada, acelerado em 2018 para uniformizar a competição com o restante continente africano, prevendo até Agosto jogos às Quartas-feiras, Sábados e Domingos.
:
  

Depois do cancelamento da Supertaça e da Taça de Angola deste ano, os primeiros jogos do Girabola de 2018, e da temporada oficial, acontecem em Calulo, onde o Recreativo do Libolo, quatro vezes campeão nacional, recebe o 1.º de Maio de Benguela, no planalto central, com a recepção do JGM do Huambo ao Bravos do Maquis e com o promovido Sporting de Cabinda a receber no campo do Tafe o Académico do Lobito.

O bicampeão em título, 1.º de Agosto, só joga a primeira jornada do Girabola, recepção ao Progresso do Sambizanga, a 28 de Fevereiro, devido à participação nas taças africanas, mas fortemente desfalcado, dada a suspensão de 70 dias aplicada pela Federação Angolana de Futebol (FAF) a Paizo, Dany Massunguna, Nelson Luz, Geraldo, Buá, Natael e Schow, por não terem comparecido nas convocatórias da selecção.

No banco do campeão nacional estreia-se o sérvio Zoran Maki, profundo conhecedor do futebol nacional e que já foi treinador adjunto do próprio 1.º de Agosto, tendo chegado a orientar as formações do Kabuscorp do Palanca e do Sagrada Esperança.

O Petro de Luanda, que se apresenta novamente como o grande rival dos militares da capital em 2018, continua a contar no banco com o hispano-brasileiro Alberto Bianchi, que após os dois segundos lugares conquistados em 2016 e 2017 tenta que à terceira seja de vez, na conquista do Girabola.

Também devido à participação nas competições africanas - vitória na Taça de Angola de 2017 -, os petrolíferos de Luanda jogam a primeira partida do Girabola apenas a 14 de Fevereiro, recebem no estádio 11 de Novembro a equipa do Kuando Kubango Futebol Clube, promovida esta temporada ao principal escalão da modalidade.

Novamente à frente do plantel dos polícias do Interclube de Luanda está Paulo Torres, o único treinador português que inicia o Girabola de 2018 e que na última semana preparou à porta fechada a viagem ao estádio da Ferrovia, no Lubango, onde no Domingo joga com o Desportivo da Huíla, partida a contar igualmente para a primeira jornada.

Também no Domingo é a vez do promovido Domant do Bengo estrear-se no Girabola 2018, recebendo no Dande os diamantíferos do Sagrada Esperança, enquanto na Segunda-feira o Recreativo da Caála recebe, no Huambo, o Kabuscorp do Palanca, de Luanda.

De acordo com informação disponibilizada à Lusa pela FAF, no Girabola de 2018 vão disputar-se partidas, com transmissão televisiva, às Quartas-feiras, Sábados e Domingos, devido à necessidade de harmonização das competições ao calendário internacional da Confederação Africana de Futebol (CAF), implicando que não se realize este ano a Taça de Angola.

Além da Taça de Angola, também não se realizou este ano a Supertaça, partida que a 4 de Fevereiro deveria colocar frente a frente as equipas do 1.º de Agosto (campeão do Girabola de 2017) e do Petro de Luanda (vencedor da Taça de Angola de 2017).

Desta forma, o Girabola de 2018 vai disputar-se este entre Fevereiro e Agosto, antecipando o final da competição em três meses, face ao habitual.

O processo de harmonização implica a alteração do campeonato, ainda em 2018, que iniciará em Outubro, prolongando-se até Maio de 2019.

A partir do ano seguinte (2019/2020), a temporada oficial já passa a decorrer entre Setembro e Maio.

Mais Lidas