Preço do dólar nas ruas volta a descer e está 15 por cento mais barato desde o início do ano

O preço para comprar um dólar nas ruas de Luanda já desceu 15 por cento desde o início do ano, registando uma nova quebra na última semana, para uma média de 425 kwanzas.
:
  

Esta segunda quebra semanal foi constatada pela Lusa numa ronda feita pela capital e contrasta com o pico de 500 kwanzas nos primeiros dias de 2017, apesar de persistirem limitações no acesso a divisas nos bancos.

Há precisamente uma semana, cada dólar era vendido a 470 kwanzas, em média, mas as kinguilas de Luanda, como são conhecidas as mulheres que se dedicam à compra e venda de divisas, actividade ilegal, insistem que o preço vai continuar em queda por ter aumentado a quantidade de divisas no mercado paralelo.

Apesar dos preços especulativos, ainda três vezes acima da taxa de câmbio oficial face às dificuldades na banca, o negócio de rua ainda é uma alternativa para nacionais e estrangeiros que necessitam de divisas.

Desde o início do ano, entre algumas pequenas oscilações, o preço do dólar na rua não para de descer, registando uma quebra acumulada na cotação média de 15 por cento.

A venda de cada dólar está fixa nos 420 kwanzas no bairro do São Paulo (465 kwanzas na semana anterior) e no bairro dos Mártires de Kifangondo (455 kwanzas na anterior).Na Mutamba, a nota de dólar norte-americano é transaccionada a 440 kwanzas (470 kwanzas na anterior), enquanto as kinguilas do Maculusso a vendem a 430 kwanzas (480 na anterior).

Face à falta de dólares, estas taxas de rua já estiveram próximas dos 600 kwanzas por cada dólar em Agosto e Julho, depois de máximos de 630 kwanzas em Junho.

Mais Lidas