Ver Angola

Saúde

Centro de Tratamento de Pandemias já funciona e acolhe mais de uma centena de pacientes

O Centro Especializado de Tratamento de Epidemias e Pandemias (CETEP), recentemente inaugurado pelo Presidente da República, já funciona e acolhe neste momento 70 pacientes com covid-19 e igual número com tuberculose e outras doenças contagiosas.

:

Na lista dos 70 pacientes com covid-19, 52 são viajantes que testaram positivo após o desembarque no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, provenientes do Dubai, Moçambique, Namíbia, África do Sul, Brasil, Cuba e Portugal.

A ministra de Estado para Área Social, Carolina Cerqueira, acompanhada pela ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, realizou uma visita à unidade hospitalar para constatar o seu funcionamento e as condições de atendimento médico e medicamentoso, refere um comunicado a que o VerAngola teve acesso.

Durante o período da manhã desta Terça-feira, a delegação de visitantes percorreu o local, interagiu com os pacientes e auscultou as suas preocupações.

No final da visita, as duas ministras reuniram-se com responsáveis do Ministério da Saúde e com funcionários do Centro, incluindo técnicos, no sentido de encontrarem soluções para o aumento da testagem, melhoria do atendimento médico e medicamentoso, assim como da colaboração com especialistas das áreas de assistência social.

Em breve, o centro vai contar com o reforço de 800 técnicos de saúde, seleccionados recentemente em concurso público.

A ministra de Estado garantiu que o Ministério da Saúde, em colaboração com o Ministério das Finanças, está a desenvolver esforços para a disponibilização de quotas financeiras, de forma a permitir que o Centro preste um melhor serviço aos cidadãos e que sejam pagos os subsídios devidos aos funcionários.

O Centro Especializado de Tratamento de Endemias e Pandemias, localizado no distrito urbano de Calumbo, no município de Viana, é actualmente a maior unidade hospitalar do país, com 1300 camas.

Erguido numa extensão territorial de 62.210 metros quadrados e inaugurado no dia 11 de Novembro, a unidade hospitalar possui diversos laboratórios equipados com tecnologia de ponta, banco de sangue, serviços de triagem, imagiologia, fisioterapia e psicologia, farmácia, morgue, lavandaria, refeitório para 80 pessoas, dormitório com 192 camas, padaria, diversos compartimentos para atender a área administrativa, reservatório de água com capacidade de 500 mil litros e um heliporto.

Relacionado