Ver Angola

Matérias Primas

País arrecadou 23,5 milhões de dólares com exportação de rochas ornamentais

O secretário de Estado para os Recursos Minerais, Jânio Correia Victor, revelou que o país arrecadou 23,5 milhões de dólares, em 2021, com a exportação de rochas ornamentais.

:

Segundo o responsável, as receitas da exportação sofreram um aumento significativo nos últimos anos: em 2017, as receitas eram de 10,7 milhões de dólares, tendo passado para os 23,5 milhões no ano passado.

Citado pela Angop, Jânio Correia Victor esclareceu que esse aumento resulta do incremento da produção de rochas ornamentais. Em 2017, a produção era de 47 mil metros cúbicos e, actualmente, está fixada nos 70 mil metros cúbicos.

O responsável, que falava no briefing do Ministério da Economia e Planeamento, adiantou que o granito e o mármore constituem a maior parte da produção.

Sobre os mercados para onde Angola exporta estas rochas, o secretário de Estado para os Recursos Minerais indicou que a China ocupa a maior fatia com 51 por cento. Destacam-se ainda os mercados de Espanha, com 30 por cento, Itália, com sete por cento, Polónia, com cinco por cento, Portugal, com três por cento e Vietname, com um por cento.

Também afirmou que além do incremento das receitas, houve também um crescimento da força de trabalho: o sector passou de 796 trabalhadores em 2017 para 941 em 2021, que estão congregados em 22 empresas do sector, situadas nas províncias da Huíla, Namibe, Zaire, Cuanza Norte, Benguela, Huambo e Cuanza Sul.

Já Dalva Ringote, secretária de Estado para a Economia, considerou que embora o contributo deste sector para a economia nacional não ter um grande peso, este se encontra em desenvolvimento, alavancado pelos incentivos dados pelo Governo às empresas que actuam nesta área.

"É notório o crescimento da produção, apesar de ainda ser tímido, e através do Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações, os empresários do ramo poderão beneficiar dos mecanismos de apoio e promoção da produção nacional", afirmou.

A província da Huíla destaca-se neste sector, assumindo o papel de principal produtor de rochas ornamentais no país, com uma produção média de cerca de 70 mil metros cúbicos por ano.

Relacionado