Ver Angola

Comércio

País necessita de mais de 370 mil toneladas de alimentos para assegurar estabilidade dos preços

Eduardo Machado, coordenador da Comissão de Gestão do Entreposto Aduaneiro de Angola, considerou que o país necessita de cerca de 374 mil toneladas de alimentos armazenados para estabilizar os preços, especialmente da cesta básica.

:

O coordenador também mencionou que, num curto período de tempo, Angola poderá suprir as importações de quatro bens, que integram a lista de 11 produtos catalogados para a Reserva Estratégica Alimentar: milho, massango, mandioca e sal.

"Para colmatar toda a pressão que a economia sofreu em 2020 e 2021, Angola tinha que ter um sistema interno produtivo capaz de abastecer 37 milhões de pessoas, mas infelizmente, o país está ainda em fase de construção deste sistema", conjecturou o responsável, em entrevista no programa Grande Entrevista da TPA e citado pela Angop.

Eduardo Machado perspectivou que assim que o mercado estabilize, deverão iniciar-se as aquisições de bens nacionais, como prioridade, apoiadas pelo facto de não se ter de recorrer à moeda estrangeira para adquirir bens bem como pelo incentivo do emprego e da actividade económica.

Destacou que assim, com este panorama, amplia-se a capacidade económica e promove-se o produtor nacional e a produção interna, mas também cresce o emprego, escreve a Angop.

O responsável aproveitou ainda para realçar, como exemplo, que existe uma reserva mínima de 18 mil toneladas de fuba de milho, considerando que esta irá ajudar a diminuir os encargos dos 11 produtos da cesta básica bem como completar os bens que já estão no mercado.

"Com este mecanismo o país pretende, de forma antecipada, criar bases com benefícios para poder regularizar o mercado, iniciando com a racionalização do circuito formar para regularizar os dois terços da economia informal do país", explicou, acrescentando que o mecanismo será um comprador assegurado da produção, permitindo aos produtores encontrar alternativas para escoar as suas produções.

O coordenador considerou ainda que se economia for sólida irá forçar os agentes informais a associarem-se à formalidade, com a reserva a assegurar o escoamento do excedente de produtos.