Ver Angola

Saúde

Médicos cubanos na Lunda Sul para reforçar unidades sanitárias

As equipas médicas das unidades sanitárias de referência da província de Lunda Sul foram reforçadas, na Terça-feira, com nove médicos cubanos. Os profissionais vão reforçar as especialidades de neonatologia, cuidados intensivos, ortopedia, pediatria, anestesia, cirurgia pediátrica e maxilo-facial.

:

Segundo o mapa de distribuições, o Hospital Pediátrico ficou com um pediatra. Este reforço vai melhorar a assistência médica dos pacientes, uma vez que esta unidade já há algum tempo que tem vindo a sentir a falta deste tipo de especialistas.

A Maternidade Provincial recebeu, pela primeira vez, um neonatologista. A mesma unidade também recebeu um médico intensivista e um anestesista.

Por fim, dois cirurgiões (um maxilo-facial e um pediátrico), dois ortopedistas, um anestesista e um profissional especializado em cuidados intensivos, vão passar a integrar a equipa médica do Hospital Geral.

Este reforço vai ajudar a mitigar as carências nestas especialidades, permitindo assim dar uma melhor resposta e assistência médica à população, admitiu o director do Gabinete Provincial da Saúde na Lunda Sul, Viegas de Almeida.

O responsável, citado pela Angop, considerou que este número de especialistas ainda não é suficiente para acabar com as necessidades da província, mas frisou que ajudará a melhor a resposta médica.

O director do Gabinete Provincial da Saúde na Lunda Sul fez ainda saber que a província está a preparar a recepção e acomodação dos médicos cubanos, que chegam à Lunda Sul nos próximos dias.

Antes do reforço, a província contava com 78 médicos, 874 enfermeiros e 138 técnicos de diagnóstico terapêutica, espalhados por 103 unidades sanitárias.