Ver Angola

Matérias Primas

Estatal Endiama passa a deter 41 por cento da mina de Catoca por 70 milhões

A companhia diamantífera estatal Endiama anunciou que aumentou a sua participação na sociedade mineira de Catoca para 41 por cento, numa operação avaliada em 70 milhões de dólares.

:

A conclusão do processo de aquisição de 8,2 por cento da Sociedade Mineira de Catoca à Wargan Holdings, foi anunciada pela administradora para a Geologia e Desenvolvimento Mineiro, Ana Feijó.

A Empresa Nacional de Diamantes de Angola (ENDIAMA), que já detinha 32,8 por cento da mina, executou a operação com recurso a capitais próprios.

A movimentação, disse Ana Feijó, "obedece à estratégia da ENDIAMA que visa o retorno à produção própria, o que implica também o reforço do capital social da diamantífera nas sociedades mineiras de Lunhinga, Luminas, Chimbongo e Camutué (actualmente Sociedade Mineira do Kixepa)".

O objectivo principal destas ações, sublinhou, é reforçar o papel da Endiama como operadora, focada na prospecção, produção, tratamento do minério, lapidação e comercialização.

A Catoca é a quarta maior mina do mundo e a maior empresa no subsector diamantífero em Angola, sendo responsável pela extracção de mais de 75 por cento dos diamantes nacionais.

Relacionado