Ver Angola

Energia

Total, Equinor, Sonangol e BP ganham direitos para explorar novo bloco petrolífero

As petrolíferas Total, Equinor, Sonangol e BP ganharam os direitos de exploração e produção do Bloco 29, na província do Namibe, anunciou esta Sexta-feira a Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG).

:

A ANPG, em comunicado, refere que a atribuição de exploração às petrolíferas resulta da sua primeira ronda de licitação internacional, enquadrada no seu Programa de Licitações 2019-2020.

Segundo a concessionária, para a exploração do Bloco 29 a francesa Total conta com 46 por cento de participação, a multinacional norueguesa Equinor com 24,5 por cento, a estatal angolana Sonangol com 20 por cento e para a britânica BP 9,5 por cento.

No âmbito deste concurso do processo de licitação das bacias do Namibe e de Benguela, que teve início em 2019, a ANPG decidiu igualmente atribuir direitos de exploração do Bloco 27 à Sonangol (35 por cento da participação).

Quanto aos restantes 65 por cento das participações do Bloco 27, a agência esclarece que o ato das negociações vai "juntamente com as empresas adjudicadas encontrar meios que conduzam à identificação de empresas interessadas para a conclusão da constituição dos grupos empreiteiros".

A ANPG, concessionária nacional, é detentora dos direitos mineiros para prospecção, pesquisa, desenvolvimento e produção de hidrocarbonetos líquidos e gasosos em todo o território do país.