Ver Angola

Economia

Assembleia aprova novas notas de kwanza. Entrada em circulação faz-se já este semestre

A Assembleia Nacional aprovou a Proposta de Lei que autoriza o Banco Nacional de Angola (BNA) a colocar em circulação a nova família de notas de kwanza. A proposta foi aprovada sem votos contra, contando com 121 votos a favor e 53 abstenções.

:

Decorreu esta Quinta-feira a quarta reunião plenária ordinária do Parlamento angolano, na qual a chamada “Série 2020” das notas de kwanza foi autorizada a entrar em circulação ainda no primeiro semestre deste ano, refere a Angop. Como já era sabido, as notas têm um novo design, apenas com o rosto de António Agostinho Neto, primeiro Presidente de Angola, em detrimento de José Eduardo dos Santos, que também figurava na edição anterior.

Existirão novas notas nos valores de 200, 500, 1000, 2000, 5000 e 10.000 kwanzas, ilustradas com o rosto do fundador da nação e também com as maravilhas naturais de Angola.

As Pedras Negras de Pungo Andongo (Malanje) estarão na nota de 200 kwanzas, a Fenda da Tundavala (Huíla) na nota de 500 e a Cordilheira do Planalto Central (Huambo) estará na nota de 1000 kwanzas. Já a Serra da Leba (Huíla) fará parte da nota de 2000 kwanzas, enquanto que as Ruínas da Catedral de São Salvador do Congo (Zaire) constam na nota de 5000 kwanzas e as Grutas do Zenzo (Uíge) ilustrarão as notas de 10.000 kwanzas.

As novas notas serão mais seguras, tendo características que dificultam a sua falsificação, bem como substratos de polímero (plástico) que as tornarão mais resistentes que as de papel, actualmente em circulação.

Nesta sessão do parlamento foram ainda aprovadas, por unanimidade,  as leis sobre Acções Encobertas para Fins de Prevenção e Investigação Criminal, de Identificação ou Localização Celular e da Vigilância Electrónica para Fins de Prevenção e Repressão Criminal, das áreas de Conservação Ambiental e o Código de Valores Mobiliários.