Consultora afirma que bom momento da política monetária e orçamental vai continuar

O director para a África Subsariana da consultora Eurasia disse Terça-feira à Lusa que o bom momento da política monetária e orçamental do país deverá continuar este ano, alicerçado no acordo do país com o Fundo Monetário Internacional (FMI).
DR:
    DR

"No geral, o momento das reformas monetária e orçamental vai continuar e será apoiado pelo progresso com o programa do FMI", disse Darias Jonker à Lusa, na véspera de se completar um ano sobre a aplicação do novo regime flutuante cambial no país.

A depreciação, iniciada a 9 de Janeiro do ano passado e que já levou o kwanza a perder cerca de 50 por cento para o euro e para o dólar, "parece ter atingido os seus objectivos, só há uma pequena diferença entre a câmbio oficial e o câmbio no 'mercado negro', e há moeda estrangeira disponível para quase todos os tipos de transacções em moeda estrangeira", descreveu o analista.

Para Darias Jonker, o panorama é positivo, já que "até os lucros dos investidores internacionais podem ser repatriados" e, "apesar de ainda haver um atraso com algumas destas transacções para os investidores internacionais, os atrasos deverão ser resolvidos nos próximos meses".

O único "desafio que ainda se mantém é o da restauração das relações com os bancos norte-americanos", mas o director da consultora Eurasia para a África Subsaariana antecipa que haja "progressos nesta área durante este ano".

Mais Lidas