Partidos portugueses confirmam presença em Luanda no II congresso da CASA-CE

Os partidos políticos portugueses PS, PSD, BE e CDS foram convidados para o II congresso ordinário da Convergência Ampla de Salvação de Angola - Coligação Eleitoral (CASA-CE), que se realiza em Luanda nos dias 6 e 7 de Setembro.
:
  

Segundo o coordenador da comissão preparatória do congresso e vice-presidente da CASA-CE, Manuel Fernandes, estão já confirmadas as presenças do PSD, do BE e do CDS, faltando o PS.

Manuel Fernandes disse esta Segunda-feira à agência Lusa que dos países africanos lusófonos foram convidados os líderes do Movimento para a Democracia (MpD), de Cabo Verde e primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, da Acção Democrática Independente (ADI), de São Tomé e Príncipe e primeiro-ministro, Patrice Trovoada, e do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), Daviz Simango.

Manuel Fernandes disse que foram também endereçados outros convites, nomeadamente ao líder do partido de esquerda sul-africano Combatentes da Liberdade Económica, dissidentes do Congresso Nacional Africano, da África do Sul, Julius Malema.

O dirigente da CASA-CE, a segunda maior política da oposição, que neste congresso vai debater a passagem a partido, disse que estão reunidas todas as condições para a realização do congresso, que inicialmente esteve previsto para Maio, mas por questões administrativas e técnicas, apenas se realiza em Setembro.

"Está tudo a postos, neste momento os candidatos já estão à caça de votos, estão em périplo pelo interior, e a organização está a afinar as baterias para a realização do congresso", referiu.

São candidatos à presidência daquela formação política, o actual líder, Abel Chivukuvuku, José Carlos Bessa de Pinho e João Chivuila Calupeteka.

A CASA-CE é uma coligação de partidos e cidadãos independentes, que surgiu em 2012, mesmo ano em que concorreu às eleições gerais do país, tendo elegido oito dos 220 deputados à Assembleia Nacional.

A coligação eleitoral é integrada pelos partidos PADDA - Aliança Patriótica, o Partido de Aliança Livre de Maioria Angola (PALMA), o Partido Pacífico Angolano (PPA) e o Partido Nacional de Salvação de Angola (PNSA).

Mais Lidas