Ver Angola

Política

Presidentes de Angola e do Botsuana querem reforço da cooperação bilateral

Os presidentes de Angola e do Botsuana concordaram com a necessidade do reforço da cooperação bilateral, destacando o chefe de Estado angolano a urgência na adopção de um plano de acção "com prazos e metas bem definidas".

:

"Urge que os nossos dois países adoptem um plano de acção e metas bem definidas, com vista à troca de conhecimentos e de experiências e ao estudo das potencialidades existentes de interesse comum e procedam ao relançamento dos trabalhos da Comissão bilateral", disse José Eduardo dos Santos na abertura das conversações entre delegações ministeriais dos dois países, no âmbito da visita de Estado que o seu homólogo do Botsuana, Seretse Ian Khama, efectua a Luanda.

"São muitos os domínios em que Angola e o Botsuana podem cooperar com benefícios recíprocos, nomeadamente na agricultura, energia e águas, hotelaria e turismo, ambiente, geologia e minas, telecomunicações e comércio, etc.", disse o Presidente angolano, frisando que a situação actual de crise internacional, leva a que os dois países adoptem políticas idênticas para a diversificação das respectivas economias, "havendo por conseguinte a necessidade de se privilegiar a cooperação sul".

No domínio regional, José Eduardo dos Santos salientou que os países integrados na Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC, na sigla em inglês) estão a edificar Estados democráticos e de direito, realizando periodicamente eleições gerais, livres e justas, e procurando respeitar os princípios fundamentais, "que devem reger as democracias modernas".

"Esta identidade de princípios entre os nossos países facilita também o diálogo, a solidariedade e a cooperação a nível político e diplomático", realçou, apontando igualmente a necessidade dos dois países conjugarem esforços no sentido de se preservar o clima de paz e estabilidade política e de segurança que a região austral vive actualmente.

O Presidente do Botsuana, que assume também a presidência da SADC, disse que a comissão bilateral deve continuar a trabalhar no âmbito dos acordos de cooperação, assinados desde 2006, para benefício dos dois países e povos.

"Como vizinhos, Angola e Botsuana, mesmo sem partilha de fronteira terrestre comum somos vizinhos, devemos trabalhar através de um quadro estratégico de parceria e desenvolvimento dos nossos povos", disse Seretse Ian Khama.

"Da minha parte farei todo o esforço no sentido de trabalhar e estimular a cooperação e desenvolvimento dos nossos dois povos", disse.