Ver Angola

Transportes

Dezoito meses depois, TAAG volta a voar para Menongue

Cerca de 18 meses depois de ter suspendido a sua operação para Menongue, província do Cuando Cubango, por causa da covid-19, a TAAG voltou a voar para aquela cidade. As operações retomaram nesta Quinta-feira, com o primeiro voo a transportar um total de 18 passageiros.

:

Para já, a companhia aérea de bandeira vai realizar um voo por semana, às Quintas-feiras. Esse voo vai operar a rota Luanda-Menongue, Menongue-Cuito e Cuito-Luanda e vice-versa.

Os passageiros que pretendam viajar nesta rota terão de apresentar um teste negativo à covid-19.

Citado pela Angop, Francisco Rafael, chefe de escala em Menongue, explicou que já se encontram a trabalhar com o departamento de saúde pública do Gabinete Provincial de Saúde e a Comissão Provincial Multissectorial de Prevenção e Combate a Pandemia, no sentido de se criarem condições para que os testes sejam concretizados no aeroporto.

Os bilhetes custam entre 31 mil kwanzas e 90 mil kwanzas. De acordo com a Angop, o bilhete mais barato permite aos passageiros transportar uma bagagem de até cinco quilogramas, enquanto os que pagam 90 mil kwanzas têm bilhete válido durante um ano.

O retorno dos voos domésticos da TAAG tem sido visto com bons olhos pelos passageiros. É o caso de Teresa Vanusa, que sublinhou o facto de voo lhe ter poupado tempo, uma vez que a viagem entre a capital e Menongue por via terrestre demora cerca de 18 horas, enquanto o voo tem uma duração de cerca de duas horas.

Citada pela Angop, a passageira também elogiou as medidas de biossegurança criadas.

Edgar Lundo, outro passageiro, considerou a viagem como suficiente, mas lamentou os preços praticados.

Já Pedro Luemba Pupa deixou a sugestão de que sejam criadas condições para se realizar os testes à covid-19 no aeroporto, a fim de prevenir eventuais limitações.

Relacionado