Ver Angola

Saúde

Covid-19: África regista 229 mortos e mais 7263 casos de infecção em 24 horas

África registou mais 229 mortes devido à covid-19 nas últimas 24 horas, subindo o número de óbitos para 36.372, num total de 1.488.488 infectados, segundo os últimos dados sobre a pandemia no continente.

:

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), nas últimas 24 horas houve nos 55 Estados-membros da organização mais 7263 casos da doença e 6251 recuperados, para um total de 1.230.648.

Segundo o África CDC, a África Austral continua a registar o maior número de casos de infecção e de mortos, tendo ultrapassado os 18 mil mortos nas últimas 24 horas, para as 18.134 vítimas mortais, e o número total de infectados é agora de 740.201.

Só na África do Sul, o país mais afectado do continente, estão registados 676.084 casos e 16.866.

O norte de África, a segunda zona mais afectada pela pandemia, tem 341.362 pessoas infectadas e 11.191 mortos e, na África Ocidental, o número de infecções é de 177.318, com 2624 vítimas mortais.

A região da África Oriental contabiliza agora 171.661 casos e regista 3342 vítimas mortais e na África Central estão registados 57.946 casos e 1081 óbitos.

O Egipto, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais, a seguir à África do Sul, regista 5946 mortos e 103.317 infectados, e Marrocos contabiliza 2229 mortos e 126.044 casos.

A Argélia surge logo a seguir, com 51.533 casos de infecção registados e 2037 vítimas mortais.

Entre os seis países com mais afectados estão também a Etiópia, com 76.098 casos e 1205 vítimas mortais, e a Nigéria, com 59.001 infectados e 1112 mortos.

Em relação aos países africanos de língua oficial portuguesa, Angola lidera em número de mortos e Moçambique em número de casos.

Angola regista 185 mortos e 5114 casos, seguindo-se a Guiné Equatorial (83 mortos e 5045 casos, números iguais ao registo anterior), Moçambique (62 mortos e 8888 casos), Cabo Verde (61 mortos e 6125 casos), Guiné-Bissau (39 mortos e 2362 casos) e São Tomé e Príncipe (15 mortos e 911 casos).