Ver Angola

Cultura

Documentário “Kings of Afro House” estreia-se internacionalmente em Amesterdão

O documentário angolano “Kings of Afro House”, realizado pela Music Box (uma plataforma de música criada o ano passado pela Sodiba), vai estrear-se internacionalmente em Amesterdão. A produção vai ser exibida no cinema Melkweg, a convite da organização do evento “ADE – Amsterdam Dance Event” e da Africadelic.

:

Em comunicado remetido ao VerAngola, a Sodiba revela que a estreia vai decorrer no dia 23 de Outubro, Sexta-feira.

Inicialmente composto por 11 episódios, o "Kings of Afro House" vai ser transformado num "grande documentário musical" para ser exibido em Amesterdão.

André Cardiga, Head of Digital da Sodiba, admitiu que esta conquista é "um orgulho". "Este documentário é, acima de tudo, um tributo ao género Afro House e aos artistas, e sermos convidados a fazer a sua estreia internacional num dos maiores eventos de música electrónica do mundo, a conferência ADE deve ser motivo de orgulho para todos nós", indicou.

Segundo a nota, o documentário "aborda as particularidades do género musical, o que o diferencia dos outros géneros, o legado que já carrega e como os seus principais agentes vêm o seu futuro".

O documentário reúne alguns dos melhores DJ's e produtores de Afro House, oferecendo uma "visão global da vida de cada um destes artistas". A forma como estes DJ's e "diferentes estilos dentro do género se interligam, se inspiram e fazem acontecer os ritmos que têm vindo a emocionar o mundo da música electrónica", também é abordado no documentário.

O documentário conta com a presença de artistas de várias nacionalidades: angolanos, sul africanos, canadianos, alemães, italianos e cabo-verdianos. Entre os nomes que fazem parte estão Afropupo, Floyd Lavine, Djeff, Wilson Kentura, Paso Doble, MoBlack, Afro Killerz, Hyenah, Enoo Napa, Irmãos Alves e Satélite.

O ADE é uma conferência e festival de música electrónica que acontece todos os anos em Amesterdão. "Este ano este grande evento acontecerá num formato especial, tendo em conta o momento que vivemos a nível mundial", completa a nota.

Relacionado